VICE-LÍDER DO GOVERNO DEFENDE DEPORTAÇÃO DE JORNALISTA E FECHAMENTO DE AGÊNCIA DE NOTÍCIAS

O vice-líder do governo na Camarâ dos Deputados, Carlos Jordy (PSL-RJ), defendeu em seu Twitter a deportação do jornalista Glenn Greenwald e o fechamento da agência de notícias The Intercept, responsável pela publicação de conversas do ministro Sergio Moro.

Segundo Jordy, o Intercept é parcial e Greenwald é “amigo do Lula”.

Junto com as mensagens, o deputado do PSL publicou hashtags que defendem o fechamento do Intercept e a deportação de Greenwald, que é natural dos Estados Unidos, mas mora no Brasil e é casado com o deputado federal David Miranda (PSOL-RJ).

Em entrevista à Sputnik Brasil, Jordy afirmou que “a liberdade de imprensa não pode estar acima da legalidade e da ordem pública.”

Já sobre a deportação de Greenwald, o vice-líder do governo afirma que ela deve ser feita porque o jornalista cometeu um crime.

Jordy não acredita que sua posição seja autoritária e um ataque à liberdade de imprensa.

No domingo, o The Intercept publicou conversas do então juiz Sergio Moro e membros da força-tarefa da Lava Jato como o procurador Deltan Dallagnol. As conversas mostram uma possível atuação conjunta de Moro e a discussão de estratégias para barrar uma entrevista do ex-presidente Lula.

Fonte: SputnikNews

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *