Em gafe, seguranças barram vice de Janot e mais votado da lista tríplice

Gafe na posse da nova procuradora-geral da República, Raquel Dodge: Nicolao Dino, mais votado pelos procuradores e líder na lista enviada pela Associação Nacional dos Procuradores Federais para Michel Temer, foi barrado no auditório do evento; seguranças exigiam credencial para entrada no auditório e Nicolao só entrou no recinto minutos antes do início da cerimônia

Uma gafe marcou os antecedentes da posse de Raquel Dodge como procuradora-geral da República. Seguranças barraram a entrada de Nicolao Dino (foto), vice-procurador-geral eleitoral na gestão de Rodrigo Janot e o mais votado da lista tríplice formada para escolha do chefe da Procuradoria-Geral da República (PGR). Raquel foi a segunda mais votada, e acabou escolhida para o cargo por Temer.

Nicolao é muito próximo a Janot, que não compareceu à posse da sucessora. Nicolao Dino e Raquel Dodge são de alas opostas dentro da PGR. Ele acabou preterido por Temer, porque é alinhado a Janot e também é irmão do governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), oposicionista a Temer. O peemedebista foi denunciado por Janot por duas vezes, uma por corrupção passiva e outra por organização criminosa e obstrução de justiça.

A gafe durou poucos minutos. Nicolao entrou pelo acesso destinado à imprensa, e acabou barrado pelos seguranças. Os integrantes da PGR que estavam com Nicolao se irritaram com os seguranças e o clima esquentou. Os seguranças cobravam uma credencial para acesso ao auditório. Desfeita a confusão, Nicolao entrou no recinto minutos antes do início da cerimônia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *