APÓS AGRIPINO VIRAR RÉU NO STF, DEM AVALIA TIRÁ-LO DA PRESIDÊNCIA DO PARTIDO

Após o senador José Agripino Maia (RN) virar réu em um processo sobre desvios de recursos na construção da Arena das Dunas, em Natal, pelo Supremo Tribunal Federal (STF), a cúpula da do DEM avalia substitui-lo da presidência do partido. Segundo parlamentares, existe um “constrangimento” em manter o senador no comando da legenda sendo investigado pela suspeita dos crimes de lavagem de dinheiro e corrupção passiva. Apesar disso, ele deve ser reconduzido ao cargo na convenção do partido marcada para esta quarta-feira (12).

Em entrevista ao Estadão, o líder do DEM na Câmara, deputado Efraim Filho (PB), disse desconhecer alguma movimentação para tirar Agripino do comando da legenda e descartou a possibilidade de adiar a convenção. “O presidente Agripino já apresentou seus argumentos. Ele será capaz de demonstrar que não tem envolvimento no caso e, com isso, arquivar a denúncia”, afirmou Efraim. Por meio de nota, Agripino ressaltou que o “prosseguimento das investigações não significa julgamento condenatório”.

Fonte: Brasil 247

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.