Zoológico de SP, Zoo Safári e Jardim Botânico serão fechados após morte de macaco por febre amarela

O Zoológico, Zoo Safari e Jardim Botânico, na Zona Sul da cidade de São Paulo, serão temporariamente fechados a partir desta terça-feira (23), após um macaco bugio ter sido encontrado morto e diagnosticado com febre amarela, informou a Secretaria Estadual da Saúde.

Pela manhã, a secretaria anunciou ainda o fechamento temporário do parque Cientec, que pertence à Universidade de São Paulo, também na Zona Sul.

Até esse momento, a cidade de São Paulo não registra nenhum caso de contaminação por febre amarela autóctone em humanos, ou seja, que foi contraído no próprio município. Os casos registrados da doença em humanos foram contraídos em outros municípios.

A medida é preventiva e, por causa disso, outros quatro distritos da Zona Sul da cidade de São Paulo foram incluídos na campanha de vacinação fracionada que começa nesta quinta-feira (25): Jabaquara, Cidade Ademar, Cursino e Sacomã. Com a ampliação, o público alvo a ser imunizado em todo o estado para a ser de 9 milhões de pessoas.

Além dessas áreas, outras regiões da cidade que terão a campanha de vacinação são: Cidade Líder, Cidade Tiradentes, Guaianases, Iguatemi, José Bonifácio, Parque do Carmo, São Mateus e São Rafael, na Zona Leste; e Capão Redondo, Cidade Dutra, Grajaú, Jardim São Luis, Pedreira, Socorro, Vila Andrade e Campo Limpo, na Zona Sul.

Ao todo, a vacinação fracionada contra a febre amarela será realizada em 54 municípios do Estado de São Paulo a partir do dia 25 de janeiro. Veja abaixo uma lista com a relação das cidades que receberão a vacinação fracionada.

A campanha de vacinação será encerrada no dia 17 de fevereiro. A dose fracionada tem tem 0,1 ml, enquanto que uma dose convencional tem 0,5 ml. A vacina fracionada permite a imunização por um período de oito anos.

O número de mortes por febre amarela silvestre no estado de São Paulo subiu para 36 desde janeiro do ano passado, segundo balanço divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde. Ao todo, foram 81 casos confirmados de contágio da doença. Dos 81 casos, 41 foram na cidade de Mairiporã, na Grande São Paulo.

Desde o anúncio da vacinação fracionada e confirmação de novas mortes por febre amarela, os postos de saúde têm ficado lotados e com fila de horas de esperar para a imunização contra a doença com a dose convencional.

Parques fechados

Em outubro, o Horto Florestal e o Parque da Cantareira, na Zona Norte, também foram fechados pelo governo estadual após encontrarem o primeiro macaco morto por febre amarela silvestre na cidade.

No dia 10 de janeiro, o governo de São Paulo decidiu reabrir os parques da Cantareira e Horto Florestal, na Zona Norte de São Paulo, e o parque Ecológico do Tietê, na Zona Leste da capital paulista.

Todos os frequentadores desses parques deverão estar vacinados contra a febre amarela para poderem frequentar os locais. Avisos estarão fixados nas entradas dos parques avisando os visitantes sobre a exigência.

Fonte: G1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *