Ex-secretário de Roseana diz que decisão de parar obras do Costa Rodrigues foi política

Foto: Reprodução

Reportagem exibida na manhã desta sexta-feira (23) no jornal Bom Dia Maranhão, da TV Difusora (SBT), mostrou um depoimento bombástico do ex-secretário de Esporte do governo Roseana Sarney sobre a decisão de paralisar, em 2009, as obras de reconstrução do ginásio Costa Rodrigues. (veja no vídeo acima)

Nós tomamos uma decisão política naquele momento de determinar a paralisação da obra“, disse Roberto Costa (hoje deputado estadual pelo MDB), que assumiu a secretaria estadual de Esporte e Lazer quando Roseana se tornou governadora em abril de 2009 – após o golpe judicial de cassou o ex-governador Jackson Lago.

Com a posse da filha de José Sarney, teve início a criação de uma narrativa que visava cria uma imagem de corrupção do governo de Jackson Lago. A paralisação da obra do Costa Rodrigues foi parte dessa estratégia. “Tinha que bater em Dr. Jackson, simplesmente parou a construção, para deixar no chão e criar o impacto de dizer que a obra foi paga e não foi feita”, diz Leonardo Arcoverde, dono da construtora Maresia que havia iniciado os serviços no Costa Rodrigues.

Em 2011, Roberto Costa foi substituído por Joaquim Haickel, que permaneceu como secretário até 2014 e conduziu a etapa seguinte da obra. Ele contou que Roseana chamou o então secretário de infraestrutura, Max Barros, e mandou fazer nova licitação. “Nessa nova versão do Costa Rodrigues, os projetos são os mesmos projetos que foram licitados no governo de Jackson Lago, não houve muitas modificações estruturais, boa parte do material usado no Costa Rodrigues foi recebido da empresa na época, ainda adquirido no governo Jackson Lago”, afirmou Joaquim Haickel.

INAUGURAÇÃO

O Governo do Maranhão entrega nesta sexta-feira a reforma do Ginásio Costa Rodrigues, localizado na Praça Deodoro, no centro de São Luís com fachada em Grafite. Com os serviços de reforma e adequação, o novo Costa Rodrigues recebeu melhorias na estrutura interna e externa. Na área interna além da troca do telhado, o piso de madeira foi trocado por um piso emborrachado que vai oferecer melhores condições para competições esportivas. Além disso, o espaço está mais bonito com a instalação de 878 cadeiras na arquibancada.

As 10 salas reservadas para federações, o auditório e dois alojamentos cada um com capacidade para 40 atletas serão entregue com instalações de ar condicionado. Na área externa a entrada ganhou um novo visual com a construção de uma pracinha ligando à área de acesso ao ginásio. Todas as áreas do prédio também passaram por revisões hidráulicas, elétricas e agora está recebendo os últimos detalhes como pintura para ser entregue. O Governo investiu R$ 1,2 milhões na reforma.

Fonte: Blog do John Cutrim

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.