Maranhão prepara-se para receber a certificação internacional de livre da febre aftosa sem vacinação

As atenções dos pecuaristas maranhenses estão voltadas para Paris (França), onde no próximo mês, na 86ª Sessão Geral da Assembleia Mundial da Organização de Saúde Animal (OIE), o Brasil será declarado livre da aftosa sem vacinação. O encontro reunirá delegados dos 181 Países Membros e contará com a presença de chefes de Estado e ministros de Agricultura.
O Brasil receberá o certificado, abrangendo os estados do Amapá, Roraima, partes do Amazonas e Pará e com isso, o processo de implantação de zonas livres alcança toda sua extensão territorial. O presidente Michel Temer participará da reunião da OIE, dias 22 e 23 de maio, e o ministro Blairo Maggi receberá a certificação no dia 24, a ser entregue pela diretora geral Monique Eloit.

O combate à aftosa no Maranhão se intensificou a partir de 2002 pelo então governador José Reinaldo Tavares; em 2013 o estado foi reconhecido pelo Ministério da Agricultura livre da doença e em 2014 recebeu certificação internacional, mas ainda com vacinação, e este ano será o reconhecimento de erradicação sem vacina.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *