Avião cai logo após decolagem em Havana

Um Boeing 737 que transportava 104 passageiros e nove tripulantes caiu logo após decolar do Aeroporto Internacional José Martí, de Havana, nesta sexta-feira (18/05). As causas da queda ainda não foram divulgadas.

A imprensa estatal cubana informou que três sobreviventes foram resgatados. Eles estão em estado crítico e foram hospitalizados, informou o jornal Granma.

O presidente de Cuba, Miguel Díaz-Canel, disse que a tripulação era composta por nove pessoas e que, ao que tudo indica, há um elevado número de mortos. Ele se deslocou até o local da queda, junto com outros membros do governo.

A aeronave da empresa aérea mexicana Damojh (também conhecida como Global Air) havia sido alugada pela empresa estatal Cubana de Aviación. A tripulação era estrangeira. Sites de monitoramento de voos afirmam que se trata do voo CU972, que saiu de Havana às 11h (horário local).

Segundo a televisão estatal, a aeronave caiu entre as localidades de Boyeros e Santiago de las Vegas, a cerca de 20 quilômetros ao sul de Havana. Autoridades aeroportuárias cubanas disseram que o avião ia para a cidade de Holguín, no leste do país.

Testemunhas relataram que uma espessa coluna de fumaça podia ser vista desde o aeroporto, e bombeiros, polícia e equipes médicas e de resgate estão no local da queda.

Segundo a agência de notícias AP, a aeronave caiu numa área rural, e moradores disseram que alguns sobreviventes foram resgatados. Um militar também disse que há sobreviventes.

Nos últimos meses, a Cubana de Aviación retirou de serviço vários de seus aviões velhos por causa de problemas mecânicos. Por isso, subcontrata outras empresas para operar suas rotas.

Fonte: DW

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *