Gasolina e diesel foram reajustados 16 vezes em 30 dias

Segundo levantamento realizado pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese),  a Petrobras reajustou o preço da gasolina e do diesel nas refinarias por 16 vezes. A análise compreende o período a 22 de abril a 22 de maio.

O estudo, divulgado neste sábado (26), informa que o preço da gasolina passou de R$ 1,74 para R$ 2,09, o que representa um aumento de 20%.  Já o diesel foi de R$ 2,00 para R$ 2,37, alta de 18%.

Os preços médios do litro da gasolina nas bombas de combustíveis subiram de R$ 3,40 para R$ 5,00, um crescimento de 47%. O litro do diesel passou de R$ 2,89 para R$ 4,00, alta de 38,4%.

De acordo com o Dieese, a escalada nos preços dos derivados no Brasil, neste momento, está relacionada, principalmente, a elementos da geopolítica do petróleo e valorização do dólar diante do real. Além, de a fatores internos, como a escolhas da política de preços adotada pela Petrobras.

A alta do preço, principalmente do óleo diesel, gerou manifestações de caminhoneiros e interdições de rodovias. Em poucos dias, os impactos já são sentidos em várias cidades. A população sente dificuldade para obter combustíveis e começa a perceber problemas para o acesso a outros produtos, principalmente alimentícios.

Na nota técnica, o Dieese destaca  a forte dependência do modal rodoviário para o transporte de cargas no Brasil.

Fonte: Brasil de Fato

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *