Justiça barra privatizações na Eletrobras

Nesta terça-feira (5), a Eletrobras divulgou que o Tribunal Regional da 1ª Região, sediado no Rio de Janeiro, decidiu barrar possíveis privatizações dentro da empresa estatal.

A decisão foi tomada em caráter de tutela de urgência e visa impedir que suas distribuidoras passem por processo de privatização.

O comunicado enviado ao mercado aponta que a Justiça Federal determinou prazo de no máximo 90 dias para que sejam apresentados estudos sobre os impactos que seriam causados em caso de privatização.

O foco do pedido recai sobre os contratos de trabalho que estão hoje em curso na empresa. A Eletrobras analisa possibilidade para recorrer e aplicar as medidas cabíveis em relação à determinação judicial.

A privatização da Eletrobras tem sido vista como um alento ao mercado pelo governo Temer, que mergulhado em crises não conseguiu aprovar reformas consideradas importantes para o setor, como a reforma da previdência.

Fonte: SputinikNews

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.