TRF-4 vai aguardar decisão do Supremo sobre entrevistas de Lula

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) resolveu, nesta terça-feira (2), que vai esperar a decisão definitiva do Supremo Tribunal Federal (STF), a respeito da autorização para que o ex-presidente Lula conceda entrevistas à imprensa, nas dependências da superintendência da Polícia Federal (PF), em Curitiba, de acordo com informações de André Richter, da Agência Brasil.

O caso chegou ao tribunal depois que a Justiça Federal em Curitiba rejeitou a solicitação de entrevista feita pela jornalista Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo. Após a negativa, o jornal recorreu ao Supremo e também obteve uma resposta negativa.

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) resolveu, nesta terça-feira (2), que vai esperar a decisão definitiva do Supremo Tribunal Federal (STF), a respeito da autorização para que o ex-presidente Lula conceda entrevistas à imprensa, nas dependências da superintendência da Polícia Federal (PF), em Curitiba, de acordo com informações de André Richter, da Agência Brasil.

O caso chegou ao tribunal depois que a Justiça Federal em Curitiba rejeitou a solicitação de entrevista feita pela jornalista Mônica Bergamo, da Folha de S.Paulo. Após a negativa, o jornal recorreu ao Supremo e também obteve uma resposta negativa.

Esta foi a segunda vez que uma decisão de Lewandowski, que liberava as entrevistas, é derrubada por um colega do STF. Antes do despacho de Toffoli, o ministro Luiz Fux atendeu a um pedido liminar feito pelo Partido Novo e também derrubou a autorização para que o ex-presidente pudesse dar entrevistas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.