Homem abre fogo dentro de Catedral de Campinas e deixa mortos e feridos

Ao menos cinco pessoas morreram, entre elas o atirador que se matou. Há pessoas feridas. Testemunhas relatam que o atirador invadiu a missa e disparou aleatoriamente contra as pessoas

Um homem armado invadiu a Catedral Metropolitana deCampinas, a cerca de 100 quilômetros de São Paulo, e atirou contra as pessoas que assistiam a uma missa no início da tarde desta terça-feira. Ao menos cinco pessoas morreram, segundo confirmado pela Arquidioceses de Campinas, entre elas o próprio atirador, que se matou com um tiro. Outras quatro pessoas ficaram feridas no tiroteio, de acordo com o Corpo de Bombeiros. Chegou a ser divulgado pelas autoridades que mais um dos feridos havia morrido (elevando a seis o total de mortos), mas a Polícia Militar negou a informação posteriormente.

Catedral Metropolitana de Campinas fica em uma região central da cidade, muito movimentada no horário do almoço, quando acontecia a missa. Ainda não se sabe a motivação do crime, e a identidade do atirador ainda não foi confirmada. Entretanto, já há imagens do suspeito circulando por grupos de WhatsApp.

A Catedral continua fechada para o atendimento às vítimas e para investigação da Polícia.

Uma mulher que estava no local disse em entrevista à GloboNews que ocorria a missa do meio-dia quando o atirador invadiu a igreja e começou a atirar “para todos os lados”. “Estava tudo tranquilo. Estou em choque”, afirmou.

Não é a primeira vez que Campinas é palco de uma chacina recente de grande repercussão nacional. Nas últimas horas de 2016, o técnico de laboratório Sidnei Ramis de Araújo, 46 anos, invadiu uma festa de ano novo armado com duas pistolas e matou sua ex-mulher, o filho de 8 anos e mais 10 pessoas. Depois, ele se matou com um tiro na cabeça.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *