Corpo de Robert Lobato é transladado para São Luís

Por Raimundo Borges

Para os amigos foi um domingo de pesar e de perguntas sem resposta. Para a família, a dor que não passa tão cedo. Foi um domingo dominado por esse clima de estupefação sobre a notícia da morte, por afogamento, do jornalista e blogueiro Robert Lobato se espalhou pelas redes sociais. Lobato, filho de Pinheiro, na Baixada Maranhense, obviamente conhecia a natação, mesmo que amadoristicamente. Mas, no entanto, a morte, em sua eterna traição, não manda aviso.

Lobato preferia ser chamado de “Bob” no lugar de Robert. Ele foi se divertir numa chácara perto de Brasília e, num impulso extemporâneo, resolveu desafiar a correnteza de um riacho que não conhecia a força e da água e a profundidade. Não chegou a atravessá-lo e se afogou. Socorrido por bombeiros de Brasília, o coração de Lobato não aguentou. Morreu instantaneamente.

A notícia resultou em notas de pesar do presidente da Assembleia Legislativa, Othelino Neto; do diretor do Complexo de Comunicação, Edwin Jinckings; do presidente do Comitê de Imprensa, Jorge Vieira, além do senador Roberto Rocha, de quem ele era assessor, e do deputado federal Bira do Pindaré. Filiado ao PT, na corrente CNB, Robert Lobato era um dos mais antigos blogueiros de São Luís e mantinha relações convivência parceira, solidária com os profissionais, principalmente da área política.

O corpo do blogueiro sairá de Brasília, em voo da Latam às 23h55 e chegará às 2h30 ao Aeroporto de São Luís, com velório marcado para a Pax União do Centro e depois será sepultado no cemitério Parque da Saudade, no Vinhais. As informações são da assessora do senador Roberto Rocha, Celia Mendes, colega de Robert Lobato no mesmo gabinete de trabalho. O horário do velório e do sepultamento ainda não está confirmado.

O Fórum da Baixada Maranhense divulgou nota de pesa, assinado pelo advogado e escritor Flávio Braga, na qual expressa condolências e destaque a atuação de Roberto Lobato na luta pela preservação dos mananciais e lagos da Baixa Maranhense.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.