BOLSONARO FICA LIVRE DE PROCESSO POR OFENSAS A NEGROS E QUILOMBOLAS

 

O TRF-2 encerrou o processo no qual o presidente Jair Bolsonaro respondia por declarações ofensivas a negros e quilombolas; trata-se do discurso que fez durante um evento no Clube Hebraica, no Rio de Janeiro, em abril de 2017, em que ele conta uma visita a um quilombo e que “o afrodescendente mais leve lá pesava sete arrobas”

O Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2)  encerrou o processo no qual o presidente Jair Bolsonaro (PSL) respondia por ofensa a negros e quilombolas durante discurso no Clube Hebraica, no Rio de Janeiro, em abril de 2017. O então deputado federal disse ao relatar visita a um quilombo, que “o afrodescendente mais leve lá pesava sete arrobas”.

“Alguém já viu um japonês pedindo esmola por aí? Porque é uma raça que tem vergonha na cara. Não é igual essa raça que tá aí embaixo ou como uma minoria tá ruminando aqui do lado”, disse Bolsonaro na ocasião. Ele continuou a relatar a sua visita a comunidade quilombola em Eldorado Paulista. “Não fazem nada! Eu acho que nem para procriador eles servem mais”, disse.

Bolsonaro chegou a ser condenado pela 26ª Vara Federal do Rio a pagar uma multa de R$ 50 mil reais, mas os desembargadores do tribunal reverteram a decisão em setembro do ano passado.

O Ministério Público Federal recorreu, mas a corte negou o recurso e o órgão desistiu da ação. Com isso, o TRF-2 certificou o trânsito em julgado no dia 15 de maio, e Bolsonaro ficou definitivamente livre do caso.

Fonte: Brasil 247

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.