CONDENADOS A MAIS DE 18 ANOS ASSALTANTES QUE EXPLODIRAM BANCO DO BRASIL EM GRAJAÚ

 

Foi proferida sentença condenatória pelo Juízo da 1 vara da comarca de Grajaú, Processo que culminou em condenações que variam entre 18 (dezoito) a 20 (vinte) anos de reclusão em regime fechado.
A quadrilha que no dia 11/01/2016 as 23:30 invadiram a cidade de Grajaú fortemente armados, fizeram de reféns pessoas que se encontravam em um bar, e se dirigiram a agência do banco do Brasil para concluir a empreitada criminosa, qual seja, o assalto milionário ao BB de Grajaú e, realizaram escudo humano já no lado externo da agência.
Os condenados foram: Antunimilson dos Santos Pereira; Francisco de Assis Daniel Junior; Antônio Cristóvão Marques de Sousa; Hélio Sousa Sena; Rogério Carlos de Lima e Karuzo Silva Oliveira.
Os condenados também são suspeitos de realizarem assaltos a banco nas cidades de Buriticupu, Amarante e Santa Luzia do Tide, sendo que pelo assalto ao banco de Santa Luzia já foram condenados a mais de 30 anos de reclusão, que podem chegar aos 50 anos.
A desarticulação da referida quadrilha só foi possível graças ao trabalho investigativo realizado pela Polícia Civil por intermédio da SEIC a época que culminou com a prisão dos quadrilheiros e com a apreensão do armamento de guerra utilizado nas ações criminosas.
Os réus Antunimilson e Francisco de Assis tentaram a todo custo desqualificar o trabalho investigativo realizado pela polícia e com verdadeira intenção vingativa fizeram uma suposta delação premiada onde tenta desqualificar o trabalho da SEIC, porém o magistrado que proferiu a sentença condenatória esclarece a intenção dos réus sem qualquer tipo de provas para macular a imagem do Delegado Tiago  Bardal, superintendente da SEIC à época.
Isso demonstra a seriedade do trabalho investigativo realizado pela SEIC à época com reduções significativas dos assaltos a banco no Maranhão, prova disto é a condenação dos envolvidos em uma sentença de 72 páginas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *