BOLSONARO ALTERA DECRETO E LIBERA QUEIMADAS FORA DA AMAZÔNIA

 

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) alterou o decreto em que barrou queimadas no país pelo prazo de 60 dias. Agora, a prática está liberada para ser usada por agricultores fora da região conhecida como Amazônia Legal, que compreende os estados do Norte, além de parte do Maranhão e de Mato Grosso.

Na nova versão, publicada em edição extra do DOU (Diário Oficial da União), ele inclui um ponto que libera o emprego de fogo para “práticas agrícolas, fora da Amazônia Legal, quando imprescindíveis à realização da operação de colheita, desde que previamente autorizada pelo órgão ambiental estadual”.

decreto original de Bolsonaro foi editado em 28 de agosto. A alteração foi feita ontem.

A queimada é uma das técnica rápida e barata que ainda é utilizada no meio rural. Para a agricultura, as cinzas servem até como adubo natural. Para as pastagens, a técnica serve para limpar o terreno antes do plantio da grama para o gado.

Usado desde 2004, o Deter (Sistema de Detecção de Desmatamento em Tempo Real) tem levantamentos que servem como alerta para dar suporte a órgãos de fiscalização para controle de desmatamento degradação florestal.

O sistema, que utiliza dados do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Especiais), foi questionado recentemente pelo presidente. Bolsonaro determinou que o Ibama (Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Renováveis) publicasse edital para contratação de empresa privada para fazer o monitoramento por satélite similar.

Nos últimos 12 meses, foram emitidos 43.868 alertas sobre áreas desmatadas pelos órgãos de fiscalização ambiental.

Fonte: UOL

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *