BOLSONARO ACUSA BACHELET DE SER ‘CONTRA O BRASIL’ E EXALTA DITADOR CHILENO

 

Nesta quarta-feira (4), o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro (PSL), atacou a ex-presidente do Chile e atual alta comissária de Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas (ONU), Michelle Bachelet, acusando-a de investir ‘contra o Brasil’.

Mais cedo, Bachelet criticou as políticas do governo Bolsonaro em entrevista coletiva na sede da ONU, em Genebra. O presidente brasileiro usou o Facebook para dizer que alta comissária está “seguindo a linha” do presidente da França, Emmanuel Macron, por se “intrometer nos assuntos internos e na soberania brasileira”.

O presidente brasileiro ainda voltou críticas ao pai de Michelle Bachelet por ter sido contrário à instalação da ditadura do general Augusto Pinochet, que deu um golpe no Chile em 1973. O pai de Bachelet foi torturado durante a ditadura de Pinochet, uma das mais sangrentas do período na América Latina.

Durante a entrevista de Bachelet, a chilena afirmou que há um “encolhimento do espaço cívico e democrático” dentro do Brasil. Para ela essa situação se evidencia quando constatados ataques contra defensores de direitos humanos no país, entre outros.

Bachelet publicou recentemente um relatório em que faz duras críticas ao governo de Nicolás Maduro, na Venezuela.

Fonte: SputnikNews

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *