LEIA AQUI “O OBJETO DO DESEJO CHAMADO LULA”, O CAPÍTULO DO LIVRO DE JANOT QUE ENTERRA DE VEZ A LAVA JATO

 

Tudo o que esta Fórum, a defesa de Lula e todos os veículos e pessoas comprometidas com as regras do jogo democrático denunciam desde sempre fica claro nas palavras do ex-procurador: Lula foi vítima de uma caçada.

O ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot, no capítulo 15 de seu livro de memórias “Nada Menos do que Tudo”, que vazou em grupos de WhatsApp, demonstra que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não foi alvo de investigações e processos judiciais segundo as regras do jogo, mas sim de uma caçada.

O ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot, no capítulo 15 de seu livro de memórias “Nada Menos do que Tudo”, que vazou em grupos de WhatsApp, demonstra que o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não foi alvo de investigações e processos judiciais segundo as regras do jogo, mas sim de uma caçada.

Tudo o que esta Fórum, a defesa de Lula e todos os veículos e pessoas comprometidas com as regras do jogo democrático denunciam desde sempre fica claro nas palavras do ex-procurador. Condenado de véspera, o ex-presidente foi vítima de uma perseguição implacável que se iniciou com o bisonho power point de Deltan Dallagnol, citado por Janot no texto abaixo.

A partir de então, tudo o que se fez foi resultado de um processo forjado, sem provas, feito exclusivamente para tirar Lula do jogo político e eleger Jair Bolsonaro. Um castelo de cartas que começa a desmoronar com as denúncias do The Intercept em parceria com outros veículos e é enterrado definitivamente pelo livro de Janot.

Leia o capítulo do livro em Revista Fórum:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.