Pazuello diz que vacinação começa hoje no fim do dia

Hospital das Clínicas de São Paulo começa hoje a vacinação de 30.000 profissionais de saúde. Após liberação do uso emergencial das vacinas Coronavac e Oxford/AstraZeneca pela Anvisa, o Governo de São Paulo vacinou a enfermeira Mônica Calazans, de 54 anos. Estados Unidos se aproximam de 400.000 mortes por covid-19. Portugal prorroga estado de emergência.

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, anunciou que as vacinas contra a covid-19 começam a ser distribuídas na manhã desta segunda-feira e devem chegar aos Estados até às 14h. Em evento simbólico de entrega dos imunizantes aos governadores, no Centro de Distribuição do Ministério da Saúde, no Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo, Pazuello pediu que os Estados que comecem a vacinar no final da tarde.

Mulher comemora ao tomar a vacina contra a covid-19 no Hospital das Clínicas de São Paulo, Brasil, neste domingo.
Mulher comemora ao tomar a vacina contra a covid-19 no Hospital das Clínicas de São Paulo, Brasil, neste domingo.CARLA CARNIEL / AP

“Fica combinado que a gente distribui tudo hoje e começa ao final do dia [a vacinação], em princípio, às 17h”, afirmou o ministro.

Inicialmente, a vacinação estava prevista para começar no dia 20, quarta-feira, às 10h, mas foi antecipada após a vacinação, em São Paulo, da enfermeira Mônica Calazans, de 54 anos, na tarde de domingo, minutos após a Anvisa autorizar o uso emergencial da vacina contra o coronavírus Coronavac, produzida pela chinesa Sinovac em parceria com o Instituto Butantan. A Agência também autorizou o uso emergencial da vacina de Oxford/AstraZeneca, desenvolvida em parceria com a Fiocruz.

Acompanhe as notícias mais importantes do dia, ao vivo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.