FIEMA recebe Fundação do Patrimônio para traçar parcerias para o centro histórico de São Luís 

Canteiro escola e ações de promoção da cidade foram discutidas entre as duas instituições

Fiema – A cidade de São Luís foi pauta de uma reunião nesta quinta-feira, dia 4, na Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (FIEMA). O presidente da FIEMA, Edilson Baldez, recebeu a presidente da Fundação Municipal de Patrimônio Histórico (FUMPH), K&aacut e;tia Bogea, na Casa da Indústria Albano Franco, para tratar de parcerias para a reabilitação do centro histórico da cidade com as entidades do Sistema FIEMA (Federação, SESI, SENAI e IEL).

“A cidade de São Luís é um celeiro cultural e para que a gente possa desenvolver um trabalho de proteção a esse patrimônio, nós precisamos de parceiros, e claro, que a FIEMA, com todo o seu sistema, é um parceiro natural”, explicou Kátia Bogéa.

De acordo com a presidente da FUMPH, a proposta é unir esforços com o Sistema FIEMA para projetos de educação, agregando turmas de estudantes de cursos do SENAI, do segmento da construção civil, na recuperação de fachadas dos prédios do centro histórico, entre outros. A ideia é também envolver o Sinduscon-MA. “A gente quer fazer um trabalho de capacitação na área do centro histórico, com os imóveis, que somam mais de 4 mil imóveis tombados. Também queremos fazer a parte de promoção da cidade, e aí a ideia é estabelecer essas parcerias”.

Edilson Baldez e Katia Bogéa na reunião sobre parcerias para o Centro Histórico

O presidente da Federação, Edilson Baldez, acompanhado na reunião pelo superintendente regional do SESI, Diogo Lima, e pelo superintendente da FIEMA, César Miranda, reiterou que o Sistema FIEMA está à disposição para as parcerias em prol do desenvolvimento da cidade.

“A Federação apoia todas as iniciativas que visam o desenvolvimento econômico do nosso estado e da cidade de São Luís. Nesse sentido, podemos mobilizar os nossos sindicatos, os empresários do setor da construção civil, também, para colaborar nesse projeto, que é de interesse de toda nossa população”, ressaltou o presidente.

Na área de mobilização do centro histórico, foram solicitadas pela FUMPH, ao Sistema FIEMA, as unidades móveis de atendimento do SESI e do SENAI, para ações a serem desenvolvidas pela Prefeitura de São Luís na área do centro da cidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.