Pedro Bial compara Lula com Bolsonaro: “são candidaturas do passado”

Revista Fórum – “A gente olha pro ano que vem, para a eleição, o eleitor brasileiro olha para o ano que vem, e ele não vê o futuro”, disse ainda.

Durante entrevista com o economista Delfim Netto e o banqueiro José Olympio Pereira, na madrugada de terça-feira (12), o apresentador Pedro Bial comparou a candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) com a do presidente Jair Bolsonaro (Sem Partido). De acordo com ele, “as duas candidaturas na frente são do passado”.

“Já ouvi de gente da direita e da esquerda que essa dicotomia direita/esquerda tem que ser substituída pela real dicotomia que nos desafia, que é passado e futuro. A gente olha pro ano que vem, para a eleição, o eleitor brasileiro olha para o ano que vem, e ele não vê o futuro. As duas candidaturas na frente são do passado”, afirmou.

As críticas a Lula e a torcida explícita por uma terceira via não partiram apenas de Bial. Olympio afirmou: “Tô louco pra votar num presidente animado. E não é difícil. O diagnóstico de como botar o Brasil no caminho certo não é difícil. Fazer uma boa proposta pro Brasil, tenho certeza, qualquer candidato bem intencionado, que pense no Brasil, que tenha um projeto de Brasil e não um projeto de poder, vai ter toda capacidade de oferecer”.

Ele disse ainda que parte dos agentes econômicos segue alinhada com o governo por não gostar de Lula: “Hoje, o mercado teme a alternativa. Como a situação está absolutamente polarizada, ou é Fla ou é Flu. Porque ninguém quer Fla, um pedaço ainda é Flu”, completou o banqueiro.

Delfim Neto, por sua vez, disse não acreditar que o mercado é ingrato com Lula: “Não acredito, não. Lula fez um bom governo. Agora a Dilma destruiu a orientação que o Lula tinha dado. Lula teve um crescimento razoável, um controle da inflação, não houve nunca nenhum abuso, apenas palavrório de vez em quando”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *