MP Eleitoral pede que TSE rejeite a cassação da chapa Bolsonaro-Mourão

Brasil 247 – Em uma petição de 55 páginas obtidas pela CNN Brasil e assinada pelo vice-procurador-geral eleitoral, Paulo Gustavo Gonet Branco, o Ministério Público Eleitoral classifica como improcedentes as ações de cassação da chapa Bolsonaro-Mourão no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Para o MPE, não existem ilícitos na conduta descrita pelo PT, que acusa Jair Bolsonaro e seu vice, Hamilton Mourão, de abuso de poder econômico e utilização indevida de meios de comunicação por disparos em massa no WhatsApp.

“Em síntese, ante o conjunto probatório dos autos, conclui-se pela não comprovação da gravidade dos ilícitos narrados em grau apto para viciar substancialmente a legitimidade e a normalidade das eleições, o que inviabiliza o pedido de cassação do diploma. Do mesmo modo, porque não existem elementos concretos sólidos caracterizadores da participação ou da anuência dos candidatos representados nos atos abusivos, não prospera a declaração de inelegibilidade postulada”, diz um trecho.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *