Bolsonaro diz que está 99% fechado com o PL de Valdemar Costa Neto

Revista Fórum – O presidente Jair Bolsonaro confirmou nesta segunda-feira (8) que está bem perto de assinar filiação ao Partido Liberal (PL) para disputar as eleições de 2022. Além do PL, o PP do presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), deve estar na chapa do mandatário.

Nada encontrado

“Está 99% fechado. A chance de dar errado é quase zero. Está tudo certo”, disse Bolsonaro sobre a possível filiação ao PL durante entrevista à CNN Brasil.

O presidente revelou que na quarta-feira irá se reunir com o presidente do PL, o ex-deputado Valdemar Costa Neto, para acertar os últimos detalhes. A filiação deve ocorrer no dia 22 de novembro.

O acerto de Bolsonaro com o PL passa também pelo PP, de Lira. A legenda, que teve Bolsonaro como deputado por um longo período, deve ocupar a vice-presidência nas eleições de 2022. Os partidos chegaram a cogitar uma federação partidária para lançar o mandatário.

Quem é Valdemar da Costa Neto, presidente do PL?

Em vídeo divulgado nas redes sociais no fim de outubroValdemar Costa Neto prometeu que a legenda irá “desempenhar um papel de maior protagonismo no contexto da política nacional” nas eleições de 2022 e reforçou publicamente convite de filiação para Bolsonaro, seus filhos e apoiadores. Terceiro maior partido da Câmara, atrás de PSL e PT, o PL se aproximou de Bolsonaro junto de outros partidos do centrão e possui um ministério, a Secretaria de Governo, ocupada por Flávia Arruda (PL-DF), e o comando do Banco do Nordeste.

Condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do mensalão, o ex-deputado Valdemar da Costa Neto se sentou ao lado das principais autoridades presentes na cerimônia de posse de Arruda: Jair Bolsonaro, o vice-presidente Hamilton Mourão, o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), e o ministro da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos, que também tomou posse.

Valdemar Costa Neto foi condenado a sete anos e dez meses de prisão. Depois de cumprir dois anos e meio da pena, em 2016, recebeu indulto do Supremo Tribunal Federal (STF).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *