Homem morre de Covid após participar de festa para se infectar propositalmente

Último Segundo – Um austríaco de 55 anos morreu de Covid-19 na Itália após ir a uma festa na tentativa se infectar propositalmente para obter passaporte sanitário, já que, em alguns lugares, as autoridades italianas aceitam a comprovação de infecção prévia em vez do certificado de vacinação contra a doença.

Um coordenador da unidade anti-Covid de Bolzano, cidade italiana que faz fronteira com a Áustria, disse, em entrevista a uma rádio local, que muitas pessoas têm participado de “festas do coronavírus” justamente com esse intuito: de se infectar propositalmente e tentar escapar da imunização.

“Aqui, temos um menino que se recupera na unidade pediátrica e um morto de 55 anos que se infectou em uma ‘festa do corona'”, afirmou.

Homem morreu ao tentar se infectar de propósito
Long Truong / Unsplash Homem morreu ao tentar se infectar de propósito

Um austríaco de 55 anos morreu de Covid-19 na Itália após ir a uma festa na tentativa se infectar propositalmente para obter passaporte sanitário, já que, em alguns lugares, as autoridades italianas aceitam a comprovação de infecção prévia em vez do certificado de vacinação contra a doença.

Um coordenador da unidade anti-Covid de Bolzano, cidade italiana que faz fronteira com a Áustria, disse, em entrevista a uma rádio local, que muitas pessoas têm participado de “festas do coronavírus” justamente com esse intuito: de se infectar propositalmente e tentar escapar da imunização.

“Aqui, temos um menino que se recupera na unidade pediátrica e um morto de 55 anos que se infectou em uma ‘festa do corona'”, afirmou.

A vacinação tem mostrado resultados cada vez melhores ao redor do mundo conforme a população adere aos imunizantes. No Brasil, de acordo com o Ministério da Saúde, mais de 360 milhões de doses já foram aplicadas .

Agora, principalmente, o método de proteção contra a doença se mostra ainda mais importante com a  descoberta da nova variante ômicron, detectada na África do Sul — onde há baixa porcentagem de vacinados —, e que já está se espalhando para outros países.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.