Confiança do empresário industrial aumenta em novembro, aponta estudo da FIEMA

Fiema– O otimismo do empresário da indústria maranhense cresceu em novembro deste ano. É o que sinaliza o Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI-MA), publicação mensal elaborada pela Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (FIEMA) em parceria com a Confederação Nacional da Industria (CNI).

De acordo com o estudo, o índice atingiu 61,9 pontos, a segunda melhor pontuação do ano, crescendo 10,4 pontos em relação ao mês anterior e situando-se acima da linha divisória dos 50 pontos com uma disseminação considerável. Essa confiança é maior entre os empresários da construção civil, com 66,2 pontos. A pesquisa também aponta que há um otimismo no estado, mas, em nível nacional e regional, houve uma pequena diminuição no índice, com ambos marcando 56 e 56,9 pontos, respectivamente, entretanto permanecem acima da linha divisória dos 50 pontos.

Pelos dados do ICEI, também cresceram as impressões dos industriais maranhenses acerca das condições atuais da economia brasileira, do estado e da própria empresa, chegando a 46,3 pontos o índice de condições atuais geral. O índice de condições atuais com relação à Economia Brasileira marcou 46,8 pontos; ao Estado, 41,6 pontos; e à Empresa, 46,7 pontos.

Por setor, houve uma variação maior em comparação ao mês anterior na construção civil, com variação positiva de 10,4 pontos registrando 44,8 pontos. A indústria extrativa e de transformação chegou aos 47,9 pontos, declinando 19% se equiparada ao mesmo período do ano passado. Apesar dos aumentos, o índice de ambos os setores permanece abaixo da linha divisória dos 50 pontos, indicando que para os empresários as condições correntes de negócios ainda não são satisfatórias.

OTIMISMO – Já a expectativa dos empresários cresceu 11,5 pontos no mês, registrando 69,7 pontos, a maior pontuação do ano.  Destaque para as expectativas em relação a economia brasileira, com aumento de 15 pontos e marcando 65,7 pontos. Quanto ao Estado e à Empresa ambos marcaram 65,7 e 71,8 pontos. O setor da construção civil registrou uma expectativa positiva de mais 10,4 pontos. Assim, tanto o índice da construção civil quanto da indústria de transformação e extrativa ficaram acima da linha divisória de 50 pontos, com sentimento de otimismo dos empresários para os próximos seis meses.

A pesquisa da FIEMA foi realizada no período de 1 a 12 de novembro de 2021, com empresários da construção civil, indústrias extrativas e de transformação, de todo o Estado do Maranhão.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *