Com Federação, esquerda pode comandar o Congresso em 2023

DCM – PT , PCdoB, PSB, PSOL e Rede estão conversando para formar uma federação visando 2022. Porém, as negociações não têm sido fáceis e pode acabar não saindo do papel. Mas, caso ocorra uma reviravolta e os cinco partidos se entendam, a esquerda pode comandar o Congresso em 2023.

Federação esquerda

Atualmente, essas siglas somadas contam com 101 deputados federais. Com a provável candidatura de Lula, esse número pode saltar para 125. Pelo menos essa é a expectativa. Com todas as legendas unidas, a esquerda teria uma forte bancada dentro da Câmara Federal a partir da próxima legislatura.

Líderes partidários conversaram para que a federação ocorra entre eles. Só que há muitas barreiras em torno deles para poder fechar o acordo. Isto porque cada partido tem uma visão de país diferente, apesar de estarem no mesmo campo ideológico. O PSOl, por exemplo, é contra Geraldo Alckmin ser vice de uma chapa encabeçada pelo PT.

Liderada por Marina Silva, a Rede estuda a possibilidade de lançar uma candidatura própria. Randolfe Rodrigues é o favorito para representar a agremiação. O PSB e o PT são os mais alinhados. Mas uma união nacional vai depender das negociações das chapas estaduais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *