Putin: relações entre Rússia e China são verdadeiro modelo no século XXI

Presidente da China Xi Jinping e o líder russo Vladimir Putin durante cerimônia oficial de boas-vindas no Kremlin, em Moscou, Rússia - Sputnik Brasil, 1920, 15.12.2021
© Sputnik / Aleksei Druzhinin

As relações entre a Rússia e a China são um verdadeiro modelo no século XXI, afirmou o presidente russo Vladimir Putin durante encontro on-line com o líder chinês, Xi Jinping.

“Estou satisfeito pela oportunidade de manter uma linha direta de comunicação com vocês. Isso permite discutir a fundo o desenvolvimento das relações russo-chinesas, de nossa parceria abrangente e interação estratégica. Considero essas relações um verdadeiro modelo de cooperação intergovernamental no século XXI”, afirmou Putin.

Por sua vez, o presidente chinês, Xi Jinping, agradeceu a Putin por ele não permitir as tentativas de fomentar a discórdia entre os dois países.

Vladimir Putin e Xi Jinping realizaram uma reunião em regime de videoconferência nesta quarta-feira (15).

Xi Jinping declarou que aguarda ansiosamente uma reunião presencial com Putin.
“Eu espero que, daqui a um mês, você visite a China, bem como participe da cerimônia de abertura das Olimpíadas de Pequim. Aguardo ansiosamente por nosso encontro olímpico”, afirmou Xi Jinping.

O presidente russo observou que aguarda um encontro pessoal com o presidente chinês em fevereiro de 2022 em Pequim. Os dois líderes acordaram que se encontrariam e participariam da cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Inverno.

“Caro amigo e presidente Xi Jinping, espero que, em fevereiro do ano que vem, finalmente possamos nos encontrar pessoalmente, em Pequim. Tal como combinamos, teremos conversações e depois participaremos da cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos de Inverno”, afirmou Putin.
Durante a reunião virtual, o assessor do presidente, Yuri Ushakov, ressaltou que o AUKUS mina o equilíbrio nuclear e eleva as tensões na região.

“Expressamos preocupações com a atividade norte-americana para reconfigurar a atual situação na região da Ásia-Pacífico. Com relação a isso, tanto do lado russo quanto do chinês, houve uma avaliação negativa da criação de novas alianças, como Quad no Indo-Pacífico e a aliança AUKUS”, afirmou.

“Como já foi dito, esta última aliança, tanto mina completamente os princípios do regime de não-proliferação nuclear como eleva o nível de tensão militar na região. Os líderes falaram sobre isso detalhadamente”, adicionou.

O assessor também afirmou que as relações entre os dois países superaram o nível de aliados.
“Ambos os líderes constataram que as relações chegaram a um nível elevado sem precedentes e estão se desenvolvendo com muito sucesso. O presidente chinês até afirmou que, embora as relações bilaterais não sejam de aliados, em termos de solidez e eficácia estas relações ultrapassam mesmo o nível de aliados, ou seja, as relações bilaterais foram altamente valorizadas.”

Ainda segundo Ushakov, o diálogo entre Vladimir Putin e Xi Jinping foi muito positivo, foi um diálogo entre dois amigos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *