Coca Cola fecha acordo com Heineken para produzir e distribuir bebidas alcoólicas, compra CVI Refrigerantes e acirra disputa com gigante AmBev

Após fechar acordo com a Heineken para produzir e distribuir bebidas alcoólicas, a Coca-Cola Femsa, uma das maiores engarrafadoras da América Latina, comprou a engarrafadora brasileira CVI Refrigerantes, uma operação que lhe permitirá controlar 52% do volume total do Sistema Coca-Cola no Brasil. Negócio ocorreu meses depois do acordo com a Heineken para remodelar sua rede de distribuição que, segundo analistas, colocou a multinacional Ambev, a maior empresa de bebidas do mundo, em saia justa.

Após fechar acordo com a Heineken para produzir e distribuir bebidas alcoólicas, a Coca-Cola Femsa, uma das maiores engarrafadoras da América Latina, comprou a engarrafadora brasileira CVI Refrigerantes, uma operação que lhe permitirá controlar 52% do volume total do Sistema Coca-Cola no Brasil. Negócio ocorreu meses depois do acordo com a Heineken para remodelar sua rede de distribuição que, segundo analistas, colocou a multinacional Ambev, a maior empresa de bebidas do mundo, em saia justa.

O acordo ainda está sujeito à aprovação das autoridades e ao cumprimento das condições usuais no encerramento.

A aquisição foi considerada “muito discreta” por Marco Antonio Montañez, analista da Vector em uma nota sobre o anúncio, uma vez que representa menos de 1% dos volumes consolidados da Coca-Cola Femsa.

“Embora este seja mais um passo para consolidar o sistema de engarrafamento da Coca-Cola no Brasil, vemos um efeito neutro na avaliação e no preço das ações de curto prazo na estação”, escreveu Montañez na nota.

O mercado brasileiro representou 26% dos volumes totais da Coca-Cola Femsa em 2020, de acordo com seu relatório anual.

Este é o terceiro movimento da Coca-Cola Femsa no Brasil nos últimos seis meses, em meio a uma estratégia para expandir suas capacidades e portfólio de distribuição, depois de renovar sua estrutura de cooperação com a The Coca-Cola Company e estabelecer um novo acordo de distribuição com a Heineken no Brasil.

Recentemente, entrou em vigor o acordo renovado entre a Coca-Cola Femsa e a Heineken para a distribuição de produtos cervejeiros no Brasil, o que encerrou uma disputa entre as empresas relacionada a acordos de distribuição anteriores.

O acordo, no qual a Coca-Cola Company também participa, permite que o Sistema Coca-Cola no Brasil produza e distribua bebidas alcoólicas e outras cervejas em certa proporção ao portfólio da Heineken. A Heineken poderá explorar novas oportunidades no segmento de bebidas alcoólicas.

Coca Cola, a gigante do mercado de bebidas não alcoólicas, decidiu se inserir no mercado de cerveja e comprou a famosa cervejaria produtora de cervejas premium Therezópolis. Além disso, também estabeleceu um acordo com a cervejaria Estrella Galicia para distribuir seus produtos no país. A notícia agitou o mercado e, segundo especialistas, a disputa entre Coca Cola e Ambev vai se acirrar!

A Coca-Cola FEMSA e a Andina — donas de mais da metade do volume de Coca-Cola no Brasil — usarão a Therezópolis para se posicionar novamente no mercado de cervejas.

Mais em CPG

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.