Mais de 6 mil voos são cancelados com alta de casos. Brasil tem aumento de internações

RBA – Além da covid, que continua exigindo cuidados, país registra casos de influenza. Estados e bispo defendem vacinação infantil.
Até agora, 67% da população recebeu as duas doses ou dose única contra a covid

O feriado de Natal foi de problemas para as companhias aéreas e frustração para viajantes. Mais de 6 mil voos, sendo um terço nos Estados Unidos, foram cancelados em todo o mundo entre ontem e hoje. Milhares de viagens sofreram atrasos. O crescimento do número de casos da variante ômicron põe as autoridades em alerta. A França, por exemplo, registrou mais de 100 mil (104.611) neste sábado (25). Vários países voltaram a aumentar as medidas de prevenção.

No Brasil, embora o total de casos se mantenha em uma média de 3 mil a 4 mil por dia, o número de internações com suspeita de covid está aumentando. Na Grande São Paulo, por exemplo, foram quase 2 mil nos sete últimos dias, crescimento de aproximadamente 33% em relação ao período imediatamente anterior. Além da covid-19, há ainda a presença do vírus influenza H3N2, que já atinge a maior parte das unidades da federação.

De acordo com dados divulgados no final da tarde de hoje pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), nas últimas 24 horas foram confirmados mais 3.889 casos de covid-19, levando o total a 22.234.626. O país registrou acréscimo de 32 óbitos, somando agora 618.424 mortes na pandemia.

Vacinação infantil

Pelo menos 11 estados (Acre, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Santa Catarina e São Paulo), além do Distrito Federal, já informaram que vão seguir o Conass, sem exigir pedido médico para vacinação de crianças de 5 a 11 anos. Ontem, a entidade divulgou carta dirigida aos menores em defesa da vacinação infantil, que o governo tenta dificultar.

Quem também falou a favor da vacinação foi o arcebispo de Aparecida (SP), dom Orlando Brandes. Durante missa, ele pediu que o menino Jesus dê uma “forcinha” para que a vacinação se acelere.

Segundo o Conass, a média móvel de casos está agora em 3.183/dia, ante 3.452 há uma semana. No início do mês, essa média era de 8.966. Já a média móvel de óbitos é de 96/dia – 144 uma semana atrás e 232 no dia 1º.

Contaminados

Um grupo que viajou de Extrema (MG) para São Paulo voltou contaminado com a variante ômicron. Segundo a Secretaria de Saúde do município, 23 pessoas foram infectadas, todos funcionários de uma empresa que participou de confraternização na semana passada. Nenhum precisou ser internado. De acordo com os médicos, estão em isolamento domiciliar, com sintomas leves.

A vacinação segue avançando no país. Até ontem (24), haviam recebido as duas doses ou dose única 142.534.740 pessoas, ou 66,8% da população, segundo consórcio de veículos de comunicação. Com pelo menos uma dose, 160.942.376 (75,4%). E 24.583.300 receberam a dose de reforço. Parte das unidades da federação segue sem divulgar dados, duas semanas depois de suposto ataque hacker.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *