Copa do Qatar: o que brasileiro precisa fazer para ir aos jogos

Os jogadores Neymar e Firmino se abraçando em frente a torcida em um jogo em 2018
Seleção brasileira irá em busca do hexa na Copa do Mundo de 2022
Poder 360 – Alta do dólar e costumes do país árabe são principais pontos a se observar no evento esportivo.

A Copa do Mundo de 2022 será realizada no Qatar, um país árabe no Golfo Pérsico. A competição começa em 21 de novembro. Mas, para quem planeja assistir aos jogos presencialmente, o planejamento para a viagem deve começar com antecedência.

Um dos principais motivos para os fãs de futebol começarem a se preparar para a Copa é o preço dos ingressos. O Qatar tem uma moeda própria, o rial catariano, mais valorizada que o real brasileiro. O rial catariano vale R$ 1,55. Assim, o preço já seria um pouco mais caro que o normal.

Mas os ingressos da Copa de 2022 estão sendo vendidos em dólar. O real foi a 16ª moeda que mais desvalorizou em relação ao dólar no mundo em 2021. Segundo a cotação de 28 de dezembro, o dólar chegou a R$ 5,64.

Assim, os valores dos ingressos podem ficar ainda mais caros para os brasileiros. Para assistir à uma partida — da fase de grupos — será necessário desembolsar ao menos R$ 5.357 — apenas para o ingresso.  Nesta fase é possível escolher os jogos e ir apenas nos da seleção brasileira.

A viagem e hospedagem em Doha, a capital do Qatar, custa ainda mais. Será necessário gastar ao menos R$ 31.113 apenas em passagens aéreas e hospedagem — considerando estadia de 7 dias e passagens para apenas uma pessoa.

Para assistir aos principais jogos, das semifinais e finais, o investimento vai de R$ 37.770 a R$ 166.039, dependendo das partidas e lugares nos estádios.

Os ingressos e pacotes de viagem e hospedagem para a Copa de 2022 podem ser comprados no site oficial da Fifa (Federação Internacional de Futebol), que inclui os mais diversos produtos para quem irá ao evento esportivo.

Compras locais, como em lojas e restaurantes, devem ser realizadas utilizando o rial catariano.

UMA VEZ NO QATAR

Além do dinheiro, o brasileiro precisa prestar atenção em aspectos básicos da viagem até o Qatar.

O país árabe tem um acordo com o Brasil que dispensa o visto. Assim, para entrar no país é necessário apenas um passaporte válido por no mínimo 6 meses. Eis a íntegra do acordo (52 KB).

Há regras sociais, no entanto, que precisam ser cuidadosamente observadas. Como indica o governo árabe “o Qatar é um país muçulmano e o Islã desempenha um papel integral na vida cotidiana”.

Alguns dos principais pontos que devem ser observados pelos turistas brasileiros são:

  • roupas: homens e mulheres devem cobrir os ombros e joelhos em público;
  • comércio: não funciona às sextas-feiras de manhã — horário de oração das 10h até meio-dia;
  • saudações: mulheres do Qatar não apertam a mão de homens;
  • etiqueta: demonstrações públicas de afeto devem ser evitadas;
  • álcool e cigarros: proibidos em locais públicos, mas haverá áreas designadas para compra e consumo; e
  • comunicação: o árabe é a língua oficial, mas o inglês é comumente usado, principalmente em locais frequentados por turistas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *