PDT adia lançamento da pré-candidatura de Ciro Gomes

Ciro Gomes (Foto: Reprodução/YouTube)
Revista Fórum – Metade dos 25 deputados federais do PDT tende a apoiar a candidatura de Lula à presidência da República, enquanto um terço segue a favor de Ciro.

A direção nacional do PDT anunciou, nesta terça-feira (11), o adiamento do lançamento da pré-candidatura de Ciro Gomes à presidência da República. O partido alega que a decisão foi motivada pelo avanço da variante Ômicron da Covid-19.

No entanto, circula nos bastidores políticos que a candidatura de Ciro pode não acontecer. Metade dos 25 deputados federais do PDT tende a apoiar a candidatura de Lula (PT) à presidência da República, enquanto um terço segue a favor de Ciro e acha cedo para tomar decisões com base em pesquisas eleitorais.

Há pressa entre parte da bancada do partido na Câmara dos Deputados para definir se Ciro, cuja candidatura desidratou principalmente com a entrada de Sergio Moro (Podemos) na disputa, será o nome principal da legenda na corrida ao Palácio do Planalto.

Os descontentes com o desempenho do vice-presidente do PDT querem que o partido defina a situação no máximo até o final de fevereiro ou meados de março. A direção pedetista, porém, acha esse período cedo, pois a corrida eleitoral tende a esquentar ou tomar sua forma entre abril e maio, com coligações já desenhadas.

Oficialmente, o PDT pretendia lançar a pré-candidatura Ciro ao Palácio do Planalto durante a convenção nacional do partido, em 21 de janeiro, mas o avanço da Ômicron teria feito a sigla adiar o lançamento, ainda sem data definida.

Partido adia lançamento da pré-candidatura, mas mantém convenção

O curioso é que, apesar de ter adiado o lançamento da pré-candidatura de Ciro, o PDT decidiu manter convenção, que acontecerá de forma virtual, segundo a coluna de Igor Gadelha, no Metrópoles.

A executiva nacional do PDT decidiu, ainda, adiar as festividades pelos 100 anos de Leonel Brizola. O partido havia programado para dia 22 de janeiro a inauguração de uma estátua do político gaúcho na sede do partido em Brasília.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *