PSB se torna maior bancada na Alema e base de Brandão ganha 28 deputados

Por Raimundo Borges

O Imparcial – Depois que fechou o prazo da “janela partidária” em dois de abril, o plenário da Assembleia Legislativa do Maranhão passou por profundas mudanças em sua composição. Com a filiação do ex-governador Flávio Dino e o seu substituto Carlos Brandão no PSB, a bancada socialista na Alema passou a ser a maior. Eram apenas dois parlamentares e agora conta com nove, sendo esta a alteração mais significativa na Casa de Manoel Bequimão. O PDT, do senador Weverton Rocha elegeu sete deputados em 2018 agora está com seis. Já o PCdoB permanece com os seis parlamentares que elegeu.

A bancada governista, que apoia o governo Carlos Brandão tem 28 deputados, dos 42 que compõem o Poder Legislativo, incluindo o presidente Othelino Neto (PCdoB). Na noite desta quarta-feira, Othelino reuniu uma multidão de lideranças políticas na Casa PalázzoEventos, no bairro Araçagi. Foi a festa do lançamento de sua candidatura a deputado estadual. Ele resolveu concorrer a um novo mandato na Alema, na expectativa de o Supremo Tribunal Federal entender que ele possa concorrer a mais um mandato no cargo que ocupa.

O ambiente ficou lotado de deputados, prefeitos, secretários estaduais e municipais, lideranças comunitárias e culturais. Logicamente que as principais lideranças, uma demonstração de força do PCdoB, mesmo depois que perdeu sua principal liderança no país, o ex-governador Flávio Dino. 

Ontem, depois de oficializadas todas as mudanças, a Secretaria da Mesa Diretora da Alema, comandada por Bráulio Martins, fez a atualização das bancadas partidárias.  O PSB ficou com Ariston Souza, Andreia Martins Rezende, Antônio Pereira, Daniella, Duarte Júnior, Dr Yglésio Moisés, Edson Araújo, Rafael Leitoa e Paulo Neto.

O PDT tem: Ciro Neto,Dra Thaiza Hortegal, Glaubert Cutrim, Márcio Honaiser, Neto Evangelista e Cleide Coutinho. No PCdoB tem: Othelino Neto, Adelmo soares, Ana do Gás, Carlinho Florêncio, Marco Aurélio e Ricardo Rios. O PP tem Arnaldo Melo, Helena Duaillibe, Leonardo Sá, Socorro Waquim e Rildo Amaral.

As menores bancadas ficaram assim divididas: PSD: César Pires, Edivaldo Holanda, Mical Damasceno e Pastor Cavalcanti. O PL tem: Detinha, Hélio soares, Pará Figueiredo e Vinícius Louro. O Podemos tem: Fábio Macedo e Jota Pinto; o PV: Waldell Lages e Adriano Sarney. O MDB ficou com Betel Gomes e Roberto Costa. O PT , com José Inácio e o PSC, com Wellington do Curso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *