Inscrições para o Enem 2022 começam hoje; estude sobre os acontecimentos que marcaram a Idade Média

Período foi importante para invenções, desenvolvimento agrário e renascimento comercial

As inscrições para o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) começam nesta terça-feira (10/05) e vão até o dia 21 deste mês. Na página do participante, o estudante deverá escolher entre a prova impressa e digital. Além disso, a taxa de inscrição (para quem não optou pela isenção) custa R$85 e deverá ser paga até o dia 27 de maio.

O Enem 2022 acontecerá nos dias 13 e 20 de novembro. No primeiro dia, serão aplicadas as provas de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Redação e Ciências Humanas e suas Tecnologias. Já no segundo, Ciências da Natureza e suas Tecnologias e Matemática e suas Tecnologias. 

Por isso, é fundamental já começar a se preparar para as provas. Dessa forma, você garante um bom desempenho! Abaixo, confira os principais acontecimentos que marcaram a Idade Média, assunto que costuma aparecer no exame.  

Importância da Idade Média

A Idade Média é um momento de quase 1.000 anos que compreende a queda do Império Romano Ocidental (476 d.C.) até a queda de Constantinopla (1453 d.C.). Esse período – embora denominado de Idade das Trevas pelo medo geral e baixo desenvolvimento cultural ( doenças , pobreza, violência, poder da igreja) – foi importante pelas invenções, desenvolvimento agrário e renascimento comercial.

Povos bárbaros

Durante o Império Romano, os bárbaros eram os povos que viviam além do império e não falavam latim. Os germânicos, por exemplo, que viviam em torno do rio Reno (Germânia), foram rotulados como bárbaros.

No início, romanos e bárbaros viviam pacificamente (até se casavam). Com a invasão e destruição de Roma (Império Romano Ocidental), passaram a criar reinos independentes no território romano entre os séculos V e VI. Dividiram-se em anglos, saxões, lombardos, suevos, burgúndios, vândalos, ostrogodos, visigodos e francos.

Igreja Católica

A Igreja Católica teve grande poder durante a Idade Média. Ela possuía dois terços da terra na Europa. Dirigida pelos papas e bispos, formavam enormes feudos por meio de mosteiros e abadias. Também tinha outros importantes papéis:

  • Religioso: converter o povo germânico ao cristianismo;
  • Econômico : desenvolvimento agrícola;
  • Cultural: conservação do conhecimento (bibliotecas).

Depois das Cruzadas, a Igreja enfraquecida buscou formas violentas de reagir e dominar por meio da Inquisição: um tribunal religioso que julgava e condenava os hereges (que tinham dogmas ou costumes diferentes ao catolicismo, heresia) a queimar em fogueiras.

Mais em Último Segundo

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *