Justiça Eleitoral está preparada para conduzir eleição limpa e transparente, diz Fachin

Isto É – A cantora Andressa Hailer, de 40 anos, concedeu uma entrevista ao G1 neste domingo (19) e afirmou que quebrou dois dentes. Por conta disso, procurou o Centro Odontológico do Povo (COP), localizado em Cubatão (SP), e durante um tratamento teve o freio da boca costurado de forma errada. Por isso, ela sofreu danos financeiros e emocionais.

Andressa, que também atua como pedagoga, relatou que teria sido enganada diversas vezes pelos responsáveis da clínica e, por conta disso, está caindo “mais fundo na depressão, pois a (minha) vida parou”.

Ela informou que procurou a clínica para realizar um implante dentário, porém saiu com outros problemas. Agora, ela sente dores.

“No dia 23 de fevereiro fiz uma cirurgia de implante no dente e, durante a cirurgia, a doutora quebrou dois outros dentes e também rasgou meu freio labial, afirmando ser necessário para poder efetuar o implante. Ao costurá-lo novamente ela costurou errado, puxando e prendendo o freio embaixo na gengiva, isso prendeu minha boca, ocasionando dificuldade de comunicação, além de fortes dores de cabeça, na boca e na mandíbula”, disse.

Andressa afirmou que foi na clínica quatro vezes para solucionar o problema, mas os responsáveis só falavam em entrar em um acordo.

Depois, ela buscou outro especialista e teve de pagar R$ 1.630 para implantar os dentes e costurar a gengiva. Ela pediu ressarcimento do prejuízo para o COP.

“Eles tinham me dito na quinta-feira da semana passada que, resolvendo sobre um dente quebrado que faltou no orçamento dos consertos, eu já poderia voltar no dia seguinte para assinar o acordo de ressarcimento. Eu resolvi no mesmo dia, mas começaram a encontrar mais obstáculos para fazer o acordo, e falaram que eu só teria direito a R$ 500.”

“Isso tudo, que parece nada para eles, é a minha vida, afeta minha família e amigos. Me trouxe danos físicos, emocionais e financeiros. Estou com baixa autoestima. Isso me deixa cada vez mais deprimida. Cheguei ao ponto de não querer sair de casa. Tudo isso tem sido como uma grande pedra pesada que eu já não estou suportando carregar. Eles tentaram tanto me banalizar e me fazer sentir sem importância que eu quase acreditei”, acrescentou.

Diante disso, Andressa também contratou um advogado para processar a clínica. “Denunciar o descaso com a vida, o emocional, a saúde, o bem estar dos pacientes. Eles não se importam com nada além de receber o nosso dinheiro. Isso é desumano”, finalizou.

O que disse a clínica?

O G1 entrou em contato com o Centro Odontológico do Povo para saber o seu posicionamento sobre o caso e a clínica informou que a paciente pode comparecer no estabelecimento para definir um acordo.

“O caso da paciente foi tratado com a direção técnica da clínica, e a mesma já pode passar na unidade a qualquer momento para assinar o acordo de devolução. Infelizmente quinta-feira foi feriado e a resposta está disponível desde da última sexta-feira”, disse o COP por meio de nota.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.