17 de julho de 2024
DestaquesGeral

Idoso é morto com ‘voadora’, na frente do neto de 11 anos, por cruzar rua fora da faixa

Revista Fórum – Crime foi em Santos (SP). Motorista que precisou frear se irritou com homem de 77 anos e o matou com chute no peito, com a criança vendo tudo.

Um idoso de 77 anos foi morto em Santos, no litoral de São Paulo, pouco antes das 17h de sábado (8), após receber uma ‘voadora’ no peito desferida por um motorista de 39 anos, que é empresário e professor universitário. O motivo: o homem de idade, que estava acompanhado de mãos dadas com o neto de 11 anos, atravessou uma rua de um movimentado bairro, nas proximidades do maior shopping da cidade, fora da faixa de pedestres.

Testemunhas contaram que, como o trânsito estava parado na via, pelo tráfego intenso, César Finé Torresi cruzou a Rua Pirajá da Silva entre os carros presos no congestionamento. Numa das faixas, no entanto, havia um trecho livre, por onde Tiago Gomes de Souza trafegava com um Jeep Commander. Como o idoso apareceu no local, o motorista precisou frear bruscamente para não o atropelar. Após o incidente, Tiago teria ficado furioso, descido do automóvel e passado a xingar César. Ele então pegou impulso e deu uma ‘voadora’ no peito do avô, que estava de mãos dadas com o neto.

A vítima caiu no chão com o golpe desacordada, enquanto a criança ficou desesperada e em choque com a violência. Outros motoristas e transeuntes, revoltados com a cena, tentaram pegar Tiago, que teria fugido correndo, largando o veículo na via, e se escondendo num estabelecimento comercial da região. O Jeep Commander foi alvo da fúria das pessoas, que passaram a destruí-lo.

A Polícia Militar foi chamada e encontrou o agressor na loja. Ele foi detido e precisou ser protegido da reação das pessoas que testemunharam o crime. César foi levado pelo Samu (Serviço de Atendimento Médico de Urgência) para a UPA da Zona Leste, sofreu uma sequência de três paradas cardíacas, chegou a ser entubado, mas morreu na madrugada de domingo (9).

Tiago foi encaminhado à Central de Polícia Judiciária e preso em flagrante por lesão corporal seguida de morte. Nesta segunda-feira (10), um juiz da Comarca de Santos decretou a prisão preventiva do acusado após uma audiência de custódia. Ele foi recolhido então para um estabelecimento prisional para aguardar a conclusão do inquérito policial e a instrução do processo penal que será aberto 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *