18 de julho de 2024
DestaquesGeral

Em carta, Biden diz a deputados democratas que permanecerá na disputa pela Casa Branca

CNN – O presidente dos Estados Unidos Joe Biden disse aos democratas do Congresso em uma carta nesta segunda-feira (8) que continuará sua tentativa de reeleição, apesar das crescentes preocupações sobre sua aptidão mental e a viabilidade de sua campanha.

“Quero que saibam que, apesar de todas as especulações na imprensa e em outros lugares, estou firmemente comprometido em permanecer nesta corrida, em correr esta corrida até o fim e em derrotar Donald Trump”, disse Biden na carta, obtida pela CNN.

Entretanto, o presidente continuará a contatar os legisladores democratas, disse um responsável da campanha à CNN, durante uma semana crítica para a sua candidatura como candidato do partido em 2024, enquanto todos os democratas da Câmara se reunirão na terça-feira (9) para discutir questões crescentes sobre o caminho a seguir.

O recesso no Congresso acaba na terça-feira, na primeira reunião desde o debate de 27 de junho na CNN, que suscitou preocupação generalizada sobre a capacidade de Biden de garantir uma vitória para os democratas em novembro e de cumprir mais quatro anos no cargo.

Na semana seguinte ao seu desastroso desempenho no debate, Biden contatou pessoalmente cerca de 20 democratas da Câmara, disse um funcionário da campanha à CNN, e conversou com líderes do partido – incluindo o líder da maioria no Senado, Chuck Schumer, o líder da minoria na Câmara, Hakeem Jeffries, e a deputada Nancy Pelosi e James Clyburn – com o objetivo de tranquilizá-los de que as preocupações dentro do partido estão sendo ouvidas.

Desde então, Schumer e Clyburn manifestaram apoio a Biden, enquanto Jeffries permaneceu calado.

Pelosi disse que as questões em torno do desempenho desastroso de Biden no debate presidencial eram “legítimas”.

Questionado sobre os comentários de Pelosi, Biden disse à ABC News: “foi um episódio ruim. Nenhuma indicação de qualquer condição grave. Eu estava exausto”.

Numa teleconferência com importantes democratas da Câmara, convocada no domingo (7) por Jeffries, meia dúzia de legisladores expressaram suas próprias preocupações durante uma conversa que um assessor descreveu à CNN como “bastante brutal”.

Esses legisladores – que a CNN informou incluir os deputados Jerry Nadler, Adam Smith, Mark Takano e Joe Morelle – representam os democratas de mais alto escalão nos comitês do Judiciário, das Forças Armadas, dos Assuntos dos Veteranos e da Administração da Câmara.

Um oficial de campanha se recusou a dizer se o presidente havia falado diretamente com o senador Mark Warner, o democrata da Virgínia que organizou um esforço simultâneo entre senadores com ideias semelhantes para explorar a possibilidade de um pedido oficial para que Biden se afastasse. Warner cancelou uma reunião de acompanhamento marcada para segunda-feira à noite, disse uma fonte à CNN, após o vazamento de notícias sobre os esforços do grupo. A próxima reunião será na terça-feira com os democratas do Senado e sua liderança.

Biden disse à ABC News que Warner era um “bom homem”, mas tinha uma “perspectiva diferente”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *