27 de maio de 2024
DestaquesGeralPolítica

50% aprovam o trabalho de Lula, diz Quaest

DCM – Pesquisa Quaest divulgada nesta quarta-feira (8) revela que 50% dos entrevistados aprovam o desempenho do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), enquanto 47% o desaprovam. É a primeira vez que os percentuais de aprovação e desaprovação se equiparam tecnicamente. Outros 3% não souberam ou não responderam.

A pesquisa também mostra que entre os evangélicos, o índice de desaprovação de Lula é agora de 58%, em comparação com os 62% registrados em março, igualando-se ao percentual observado entre os católicos, que permaneceu estável em 58% entre as pesquisas.

Por outro lado, a aprovação entre os evangélicos aumentou de 35% para 39% no mesmo período. A margem de erro máxima para esse grupo é de 4 pontos percentuais.

Imagem
Pesquisa Quaest. Foto: reprodução

A maior variação na avaliação positiva do trabalho de Lula entre março e maio ocorreu na região Sul, aumentando sete pontos percentuais, de 40% para 47%. Enquanto isso, a rejeição, que era de 57% (a maior entre as regiões), caiu para 52%. A margem de erro máxima nesse recorte da pesquisa é de 6 pontos percentuais.

No Nordeste, esse percentual é de 4 p.p; Sudeste, 3 p.p; Centro-Oeste/Norte, 5p.p. No entanto, as avaliações positivas e negativas do governo Lula nas outras regiões se mantiveram estáveis.

Imagem
Pesquisa Quaest. Foto: reprodução

A pesquisa também incluiu perguntas sobre a avaliação geral do governo Lula pelos entrevistados. De acordo com o levantamento, 33% avaliam o governo de forma positiva, o mesmo percentual dos que o avaliam de forma negativa. A parcela de entrevistados que não souberam ou não responderam representa 3%.

“Em meio ao mau humor da população, a pesquisa mostra que as políticas do governo recebem boa aprovação popular. O desafio que o governo ainda tem é torná-las mais conhecidas”, afirmou Felipe Nunes, diretor da pesquisa Quaest.

“Outro dado positivo para o governo é a impressão, para a maioria, que Lula é um político bem intencionado. Apesar das variações na avaliação, é estável e acima dos 50% a avaliação da boa intencionalidade do presidente”.

Também é positiva a constatação que a maior parte dos brasileiros continuam otimistas com o futuro econômico do país. A pesquisa revela que 48% acreditam que a economia vai melhorar no próximo ano, contra 30% que acham que vai piorar.

Imagem
Pesquisa Quaest. Foto: reprodução

Encomendada pela Genial Investimentos, a pesquisa ouviu 2.045 pessoas em 120 municípios durante o período de 2 a 6 de maio. A margem de erro é de 2,2 pontos percentuais para mais ou para menos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *