27 de maio de 2024
DestaquesEconomiaGeral

FIEMA recebe representantes da empresa Acrux Aerospace

Fiema – O vice-presidente executivo da Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (FIEMA), Luiz Fernando Renner, recebeu um grupo de especialistas do setor aeroespacial da empresa Acrux Aerospace Technologies, nesta quinta-feira (28), na Casa da Indústria Albano Franco.

O objetivo foi apresentar as atividades realizadas pela empresa e o projeto desenvolvido em parceria com a Universidade Federal do Maranhão (UFMA) para o desenvolvimento de um foguete de grande porte, destinado a colocar satélites em órbita. A convite da FIEMA, o secretário de Estado de Desenvolvimento Econômico e Programas Estratégicos (SEDEPE), José Reinaldo Tavares, esteve presente no encontro.

A empresa Acrux Aerospace Technologies, embora tenha sede em São Paulo, possui um escritório de pesquisa e desenvolvimento dentro da UFMA. A tecnologia espacial tem um alcance amplo, impactando os 17 objetivos sustentáveis da Organização das Nações Unidas (ONU), como Saúde e Bem; Educação e Qualidade; Igualdade de Gênero e Água Potável e Saneamento.

O setor vem ganhando destaque e força no cenário nacional. Um exemplo é que este projeto da empresa Acrux Aerospace, formado por um consórcio com as empresas AKAER, BRENG e EMSISTI foi selecionado para receber um investimento de R$ 185 milhões pela Financiadora de Estudos e Projetos (FINEP), que viabilizará o desenvolvimento do foguete. A Agência Espacial Brasileira (AEB) será a responsável por acompanhar tecnicamente todo o processo.

É importante destacar que o investimento no setor aeroespacial não apenas promove avanços tecnológicos, como também cria um ambiente de negócios propício para empresas de tecnologia, indústrias, além de desenvolver novos produtos e contribuir para a formação de mão de obra qualificada.

O Maranhão tem uma posição estratégica para lançamento. Isso alinhado a bons projetos possibilitará atrair investimentos e tecnologias, consolidando sua presença no cenário internacional.

Com o intuito de impulsionar o desenvolvimento tecnológico, o projeto envolverá a participação de universidades e instituições de pesquisa nacionais. Estima-se que 90% do veículo será fabricado no Maranhão, contribuindo para a formação de um novo polo tecnológico na região e fortalecendo o Centro de Lançamento de Alcântara (CLA).

Durante o encontro o fundador da empresa, Oswaldo Barbosa Loredo, pediu o apoio da Federação nessa empreitada que trará desenvolvimento e crescimento econômico para o Maranhão. “A FIEMA tem uma grande conexão com o poder público e privado. É o melhor local para conseguir oportunidade e investimento. Obrigado por abrir as portas e acreditar em um projeto inovador”, afirmou.

Luiz Fernando Renner garantiu que a Federação tem total intenção de contribuir com um projeto inovador e pioneiro na região Nordeste. Gerando renda, emprego e tecnologia para o Maranhão. “Ele abrirá oportunidades não apenas para engenheiros aeroespaciais, mas também para profissionais de diversas áreas, como Engenharia Elétrica, Computação, Mecânica, civil e ambiental, além das Ciências Humanas”. Será uma grande oportunidade para investidores locais e nacionais apostarem em nosso estado”, declarou.

O secretário da SEDEPE, José Reinaldo Tavares, destacou em sua fala a importância do estado apoiar e investir em projetos atuais e com tecnologia, levando o estado a se destacar nacionalmente.

Participaram da reunião, o secretário da SEDEPE, José Reinaldo Tavares, o superintendente da FIEMA, César Miranda; o diretor regional do SENAI-MA, Raimundo Arruda; o diretor do Instituto SENAI-PE de Inovação para Tecnologias da Informação e Comunicação, Pierre Mattei; e os especialistas da empresa Acrux Aerospace: Luís Mesquita de Jesus e Claus Franz Wehmann.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *