18 de julho de 2024
DestaquesGeral

63% dos brasileiros não querem anistia aos responsáveis pelo 8/1, diz Datafolha

Atos antidemocráticos ocorridos em Brasília no dia 8 de janeiro de 2023. (Foto: Reprodução)

DCM – De acordo com a pesquisa mais recente do Datafolha, 63% dos brasileiros se posicionam contra a anistia aos responsáveis pelos ataques ocorridos em 8 de janeiro de 2023 contra as sedes dos três Poderes. Em contrapartida, 31% dos entrevistados são a favor do perdão, enquanto 2% se dizem indiferentes e 4% não expressaram opinião sobre o assunto.

Os dados foram coletados por meio de entrevistas realizadas nos dias 19 e 20 de março, com 2.002 entrevistados, e possuem uma margem de erro de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Os ataques de 8 de janeiro

Os ataques, que ficaram conhecidos como o “Capitólio brasileiro”, foram motivados pela insatisfação de apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) com a vitória do presidente democraticamente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) nas eleições presidenciais.

A punição aos responsáveis pelos atos criminosos foi severa, resultando em mais de mil prisões e cerca de 1.400 denúncias. Até o momento, 145 pessoas foram condenadas a penas que variam de 3 a 17 anos de prisão.

Bolsonaro defende anistia de seus apoiadores

Bolsonaro tem defendido a anistia em eventos de apoio, incluindo durante um grande ato ocorrido no dia 25 de fevereiro, na avenida Paulista, em São Paulo.

Jair Bolsonaro. (Foto: Reprodução)

O pedido de anistia é visto por muitos como uma tentativa de proteger não apenas os envolvidos nos ataques, mas também o próprio ex-presidente, que está sendo investigado por um suposto plano para se manter no cargo após a derrota em 2022.

No entanto, vale lembrar que, embora haja um apoio maior ao tema da anistia entre os apoiadores do ex-chefe de Estado brasileiro, esse apoio não é unânime, especialmente entre os evangélicos, onde 59% são contra a anistia.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *