17 de julho de 2024
DestaquesGeralPolítica

Crise viajou e Camarão nem saiu da Educação

Por Raimundo Borges

O Imparcial – A crise que ameaçou implodir a relação de Carlos Brandão com o antecessor e hoje ministro do Supremo Tribunal Federal, Flávio Dino viajou e rapidamente foi dissipada, sem que o vice-governador Felipe Camarão chegasse a ser substituído na Secretaria de Educação, conforme anunciou em suas redes, o próprio titular do Palácio dos Leões, na terça-feira.

No dia anterior (01/07), Brandão fez um encontro com os 12 partidos da base aliada para definir apoio à candidatura do deputado Duarte Júnior (PSB) à prefeitura de São Luís, quando ficou definido que Felipe Camarão (PT) seria o coordenador da campanha.

De comum acordo com o governador, Camarão aceitou a nova função, mas ocorreu um curto-circuito na comunicação entre os dois. Camarão não informou que pretendia deixar em sua cadeira, o adjunto da Educação, Anderson Lindoso, de sua confiança, enquanto Brandão já preparava o ato de nomeação da Secretaria Extraordinária de Gestão e Recursos Federais, Jandira Dias, ligada à sua família.

Após reação de Flávio Dino, Camarão permanece à frente da Secretaria de Educação

O assunto bateu rapidamente nos ouvidos de Flávio Dino, responsável pela indicação de Camarão na chapa de Carlos Brandão em 2022. Embora fora dos embates políticos em razão do STF, Dino teria reagido considerando a nomeação de Jandira um rompimento do governador consigo.

Como Brandão tem um histórico de apaziguador, nunca de brigador com quem chegou ao poder no histórico ano de 2014, decidiu, pois, repensar na mudança, ao ouvir ponderações de vários setores do grupão com o qual divide o poder no Maranhão.

Resultado: o furacão perdeu força e se dissipou na Baia de São Marcos, enquanto Camarão permanece à frente da Secretaria de Educação, e Brandão procura outro nome para coordenar a campanha de Duarte Júnior. Surgiu o do deputado estadual Neto Evangelista, que desistiria da corrida à prefeitura, e lançaria a esposa, Thayanne Evangelista, a uma vaga na Câmara.

Carlos Brandão procura outro nome para coordenar a campanha de Duarte Júnior (foto)

Evangelista, no entanto, recusou a empreitada de coordenar a campanha de Duarte, o que pode sobrar para o deputado federal petista Rubens Júnior, apoiado por nomes da federação PCdoB, PT e PV, inclusive o deputado petista José Inácio.

Para não deixar dúvidas sobre possível rescaldo do incêndio no centro do governo estadual, não apenas Felipe Camarão prossegue normalmente acumulando o cargo de vice-governador com a Secretaria de Educação, como ainda assumirá o governo na próxima 2ª feira, enquanto Brandão viajar por três dias para o Panamá, em missão oficial. É a vida que segue com suas maledicências.

De seu gabinete no Palácio La Ravardière, o prefeito Eduardo Braide (PSD) assiste de camarote todo o desenrolar desse episódio que tem tudo a ver com a eleição de outubro, a qual ele disputará novamente contra Duarte Júnior.

Prefeito Eduardo Braide exonera servidores da SEMAPA e SEMUS | O Imparcial
Eduardo Braide assiste de camarote o desenrolar desse episódio que tem tudo a ver com a eleição de outubro

Os dois travaram a batalha do voto no 2º turno de 2020, num pleito marcado pela convid19, no auge da mortandade de infectados, que obrigou a Justiça Eleitoral não apenas mudar as datas de seu calendário político, como ainda impor restrições na campanha e no ato de votar, sem aglomeração nas filas. A diferença é que, quatro anos atrás, Braide era deputado federal e agora é o prefeito, e Duarte, era deputado estadual e agora, federal.

PÍLULAS POLÍTICAS

Enfrentamento (1)

Sob intenso tiroteio disparado da Câmara de Vereadores, o prefeito de São Luís, Eduardo Braide não dá sinal de desespero. Muito pelo contrário, segue fazendo o governo do jeito que quer e aparecendo bem avaliado nas pesquisas e pela população.

Enfrentamento (2)

Braide é um político diferente. Não tem relação amistosa com o governo do Estado, tem sido alvo preferencial da maioria esmagadora da Câmara e não se sustenta em aliança partidária. Ele individualiza a gestão municipal e realiza um governo sem crise.

Crise dissipada (1)

Em longa conversar com este jornalista Raimundo Borges, no programa Band Entrevista, que vai ao ar amanhã, 06/07, às 18h50, o deputado Márcio Jerry tratou o caso do princípio de atrito entre o ministro Flávio Dino e Carlos Brandão, como um tema superado.

Dois em um (1)

No entanto, em Colinas, onde o deputado lançou seu irmão e vice-prefeito José Haroldo (PCdoB) à prefeitura, a situação é pura adrenalina. Carlos Brandão, nascido na mesma rua da família de Jerry, tem como candidato o presidente da Câmara, Renato Santos (MDB).

Dois em um (2)

Para o deputado do PCdoB, o fato das duas famílias serem de Colinas, ele não considera a disputa da prefeitura este ano, o estopim de qualquer crise política. Jerry vê tudo como um jogo sem maiores consequências, seja qual for o vencedor da prefeitura.

“Cada dia com sua agonia”
De deputado Márcio Jerry, no bordão bíblico de Mateus 3:34 remodelado, que diz: “Não se preocupe com o dia de manhã. O amanhã cuida de si mesmo”. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *