20 de julho de 2024
DestaquesGeralPolítica

Roseana quer distância da disputa em São Luís

Por Raimundo Borges

O ImparcialNem esquerda nem direita nem extremas. A disputa pela prefeitura de São Luís segue com seus principais protagonistas transitando pelo centro do espectro político maranhense. O prefeito Eduardo Braide (PSD) lidera as pesquisas, seguido pelo deputado federal Duarte Júnior (PSB), os mesmos que foram ao segundo turno em 2020, quando o mundo estava mergulhado na pandemia de coronavírus.

Na ocasião, Braide estava filiado ao Podemos, depois de passar pelo PMN, no qual se elegeu deputado estadual em 2014 e federal em 2018, enquanto Duarte Júnior concorreu pelo partido Republicanos, depois de ter sido eleito deputado estadual, também em 2018, pelo PCdoB.

Como se pode perceber, os dois pré-candidatos na dianteira da disputa em São Luís este ano, são os mesmos que chegaram ao segundo turno quatro anos atrás e ambos têm trajetória política bem parecidas.

Eduardo Braide, como deputado estadual, foi líder do governo Flávio Dino, com quem rompeu no desfecho da eleição da Assembleia Legislativa, que elegeu Humberto Coutinho (PDT) presidente e Othelino Neto (PCdoB), vice. Duarte Júnior se projetou na política como diretor do Procon, no primeiro governo de Dino. Portanto, em 2024, com sete pré-candidatos lançados à prefeitura da Capital, Braide e Duarte prometem novo embate tão eletrizante quanto o de 2020.

Eduardo Braide (PSD) lidera as pesquisas na disputa à prefeitura de São Luís.

A ex-governadora por quatro vezes e atual deputada federal Roseana Sarney (MDB) tem sido estimulada a tentar chegar ao Palácio La Ravardière, concorrendo à prefeitura de São Luís, mas, até o momento, não deu qualquer sinal de disposição para tal empreitada.

A última investida por sua candidatura partiu do ex-senador Roberto Rocha que justificou, apontando uma série de obras realizadas em São Luís por Roseana como governadora. Até Carlos Brandão estaria animado com essa possibilidade, já que o MDB de Roseana, hoje, está sob a presidência regional de Marcus Brandão, irmão do governador.

Como o eleitorado da capital maranhense elegeu três vezes Jackson Lago (PDT) não por sua ideologia de centro-esquerda, mas por ser de oposição ao sarneísmo, a estratégia de lançar Roseana seria um atalho para tentar impedir Braide de uma eventual vitória no primeiro turno. Dos atuais pré-candidatos – Braide, Duarte, Fábio Câmara (PDT), Flávia Alves (SD), Wellington do Curso (Novo), Yglesio Moisés (PRTB) e Saulo Arcangeli (PSTU) – todos, exceto este último, são de centro ou de direita. Yglesio tenta se embrenhar universo bolsonarista, mas o deputado Josimar do Maranhãozinho, mandachuva no PL, o barrou.

Ele avalia até lançar a esposa Detinha, deputada federal campeã de votos em 2022, à prefeitura de São Luís.

Seja qual for o cenário, Roseana Sarney não está nem um pouco interessada nessa aventura na capital. Afinal, os Sarney nunca elegeram um prefeito na cidade natal de Roseana e não seria agora que ela resolvesse jogar o seu nome numa empreitada de tanto risco, concorrendo contra dois nomes já consolidados na capital – Braide e Duarte.

Uma derrota na capital só lhe causaria prejuízo, principalmente, se resolver disputar uma das duas vagas no Senado em 2026. Até lá, muita água ainda vai passar por baixo da Ponte José Sarney. Roseana conhece muito a política do Maranhão e tem o pai José Sarney completamente lúcido e dando palpite sobre os temas que fazem parte de toda a sua vida.

PÍLULAS POLÍTICAS 

Esquisitice

Ao homenagear o presidente da Argentina Javier Milei com a medalha “imbrochável e incomível”, o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL) mostra o tamanho de sua visão estreita sobre política externa e diplomacia. Extremistas até em babaquices.

Camarão assume governo (1)

Carlos Brandão viaja nesta terça-feira para o Panamá, em missão oficial, na companhia do presidente da Emap Gilberto Lins. O vice-governador Felipe Camarão assume o governo, mas fica, nesses dias, fora da Secretaria de Educação, para não acumular cargos.

Camarão assume governo (2)

O Panamá é a segunda maior economia da América Central e a liga à América do Sul. O Canal do Panamá, uma reconhecida proeza de engenharia, corta o centro do país, ligando os oceanos Atlântico e Pacífico, o que proporciona uma importante rota de navegação.

Lapada

O juiz Douglas Martins, da Vara de Interesses Difusos e Coletivo condenou o Facebook do Brasil a pagar R$ 10 milhões por danos morais coletivos e R$ 500  individuais para cada consumidor atingido pela interrupção dos aplicativos WhatsApp, Instagram e Facebook em 2021.

Colher de chá

O médico cardiologista de Imperatriz, Bene Camacho vai passar quatro meses no Senado, como suplente da senadora Eliziane Gama, que entrar de licença. O 1º suplente é o prefeito de Arame, Pedro Fernandes, que está na luta pela reeleição.

Não há atalhos à democracia na região, por falsos democratas
Do presidente Lula, na reunião do Mercosul no Paraguai, em recado aos golpistas e ultradireitistas que tentaram dar golpe no Brasil (08/01/2023) e na Bolívia, em 26/06/2024.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *