20 de julho de 2024
DestaquesEconomiaGeral

FIEMA acompanha vice-governador do Maranhão em missão internacional na Suécia

Fiema – O vice-presidente executivo da Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (FIEMA) e presidente do Conselho Temático de Desenvolvimento Industrial, Luiz Fernando Renner, participou essa semana de uma Missão Internacional do Governo do Maranhão, liderada pelo vice-governador Felipe Camarão, em Estocolmo, Suécia.  O objetivo da missão foi prospectar parcerias de futuros projetos que incluam o Maranhão no processo de transição energética no país.

Durante a missão, os representantes maranhenses estiveram na Embaixada Brasileira. Eles foram recebidos pela embaixadora Maria Edileuza Fontenele Reis, a quem solicitaram apoio para concretizar a pretensão do Estado de receber um projeto da H2 Green Steel.

A comitiva maranhense também visitou uma das plantas da H2 Green Steel e realizou uma reunião com a alta direção da empresa, liderada pela sua vice-presidente, Kajsa Ryttberg Wallgren, que conheceu as características e as potencialidades do Maranhão, por meio de vídeo e material de divulgação produzido em parceria pela FIEMA e via Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico e Programas Estratégicos (SEDEPE).

A H2 Green Steel é uma startup industrial sueca fundada em 2020 que já iniciou a construção de sua primeira usina siderúrgica de grande escala em Boden para produção de aço descarbonizado na Europa. Tudo começou como uma consequência do Acordo de Paris. Para cumprir o objetivo de limitar o aquecimento global a 1,5°C grau, as empresas começaram a se comprometer com metas de descarbonização baseadas na Ciência. Eles trabalham na perspectiva de realizar a etapa de redução do ferro usando hidrogênio em vez de carvão, o que reduz entre 90% e 95% a emissão de CO2.

INDÚSTRIA – O vice-presidente executivo da FIEMA, Luiz Fernando Renner, falou que a missão tem uma extraordinária importância para a FIEMA pela oportunidade de apresentar o Maranhão a um grupo empresarial de grande porte e que já demonstrou, em reuniões remotas com o secretário da SEDEPE, do interesse em investir no Brasil, sendo o Maranhão um dos prováveis destinos de nova planta industrial com uso de hidrogênio verde para produção de aço.

“Essa missão foi coroada de êxito não só pela organização extraordinária da equipe da SEDEPE, cabendo à FIEMA a elaboração, produção e impressão de folders e vídeo com informações socioeconômicas do estado, mas principalmente pela presença do vice-governador Felipe Camarão, líder da missão, que transmitiu aos investidores, de uma forma brilhante, nossos diferenciais competitivos para implantação de projetos voltados ao uso de hidrogênio verde em seus processos”, destacou Renner, que integrou a missão por determinação do presidente da FIEMA, Edilson Baldez.

O vice-governador Felipe Camarão, que representou o governador Carlos Brandão na missão, destacou o momento como único para inserir o Maranhão, definitivamente, na discussão dessa agenda global, que é a de descarbonização do planeta. “Finalizamos a nossa missão na Suécia que foi um sucesso. Estamos com uma grande expectativa de que possamos levar esse investimento para o Maranhão.  Nosso estado, além de localização estratégica que favorece a logística, tem total capacidade para ser um grande produtor de hidrogênio verde do mundo, por ter abundância dos recursos necessários”, declarou o vice-governador.

O assessor de Articulação Institucional do Governo do Estado, José Domingues Neto, destacou que a missão serviu para fortalecer os laços com essa empresa H2 Green Steel. “Viemos conhecer o projeto em implantação aqui no norte da Suécia, que será similar ao que nós vamos ter no Maranhão, se eles realmente corresponderem a todas as nossas expectativas. Acreditamos que temos todo o potencial para atender todos os requisitos que eles procuram”, disse o assessor.

A empresa H2 Green Steel também estuda a viabilidade da implantação da usina em outros países. No Brasil, seis estados – incluindo o Maranhão – estão sendo analisados para receber o empreendimento.

Além de contar com as presenças do vice-governador, Felipe Camarão; do vice-presidente da FIEMA, Luiz Fernando Renner; e do assessor José Domingues Neto (SEDEPE), a comitiva maranhense em Estocolmo contou com Hugo Veiga e Luana Costa (vice-governadoria), Henrique Verdan (Eletrobrás), Sandro Raposo (AVB) e Nuno Martins (GPM).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *